O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo define Pacientes Especiais como um grupo que tem alguma doença ou situação clínica que necessita de um atendimento odontológico diferenciado. O especialista da área está capacitado para prestar uma odontologia de alta qualidade cercada dos cuidados necessários à cada situação especifica seja em âmbito ambulatorial, domiciliar ou hospitalar.

Se enquadram neste tipo de situação por exemplo pacientes com qualquer tipo de síndrome, deficientes de qualquer natureza, doentes terminais ou em tratamento de doenças graves que alteram a condição sistêmica.

Nem sempre os pacientes que pertencem ao grupo dos pacientes especiais têm plena consciência dos seus atos, por isso os cirurgiões dentistas que atuam nesta área têm um treinamento psicológico intenso para poder executar os tratamentos necessários da melhor maneira possível. Além disso o treinamento técnico também é de extrema importância, uma vez que os pacientes normalmente chegam em condições graves com relação a saúde geral e a intervenção odontológica pode ser extremamente maléfica se não for realizada de maneira adequada e individual, levando em conta os benefícios e os malefícios de cada tratamento.